sexta-feira, 22 de julho de 2011

Rigardia

Ele perguntou-me se gostava deles. Eu não os conhecia. Dois dias depois, à frente de outra banda, entre nuvens de pó, eu estava tocada e esforçava-me por disfarçar que aquilo me estava a dar vontade de chorar. Tenho um amigo que é caladinho mas quando está com os copos fala muito das coisas que lhe entopem a garganta. Estava ao meu lado. Ainda bem, distraiu-me da minha lamechice insólita de cidra e vodka. Falou-me dela - falas sempre dela - e falou-me da música dela e das músicas que ela gosta. Perguntou-me se eu gostava deles. Sorri, os olhos húmidos -, acho que não reparaste - e respondi que sim, tinha descoberto há pouco que sim. O resto das coisas que disse perdeu-se no pó da minha cabeça.

"Rigardia" é um neologismo da autoria de dois linguistas portugueses - um deles não está certo de o ser, procura caminhos ainda - e vem suprir um fundo vazio de sentido que a língua tinha vinho a descurar: a cadeia de referências contextuais espoletada num curto espaço temporal por uma descoberta com significância para o sujeito. Ainda que este não o saiba de antemão.

Três dias depois, no escuro do "Les Petits Mouchoirs", levava com isto na tromba e sorria, rendida ao neologismo.



Nota: Eu não posso, por princípio, escrever aqui crítica cinematográfica. Sofreria penalizações em forma de chacota. Tenho amigos pouco tolerantes, sim. Mas digo baixinho que não percam o "Les Petits Mouchoirs".

5 comentários:

Mafalda disse...

Muito bom, muito bom mesmo. Adorei!! Obrigada :)

Joana Pinto Coelho disse...

Um olá de passagem para dizer que continuo a ler o Quinto Esquerdo Trás e que este texto é um exemplo perfeito do porquê. Citando a Mafalda, aqui em cima - Obrigada :)

Mak, o Mau disse...

Raramento sigo concelhos. Prefiro conselhos, porque vejo mal ao longe, mas pronto sou capaz de abrir excepções...

L.Carvalho disse...

põe masé o filme na mochila e vamos vê-lo depois do mergulho na ilha no quarto/room/chambre...

que isto já sabes de antemão que vai acontecer ;)*

Wiwia disse...

Mafalda e Joana,
De nada. E espero que estejam a falar da música. :)

Mak,
Boa Hop São.

L.Carvalho,
E se naufragássemos a caminho da ilha seria um inédito na História da pirataria :D